O ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot se manifestou, via Twitter, sob a condução do governo na investigação dos assassinatos da vereadora Marielle Franco (Psol-RJ) e do motorista Anderson Gomes. “16 dias e nenhum resultado, nem preliminar, da investigação da execução de Marielle. Quanto mais tempo passa, pior o resultado”, tuitou.
Marielle e Anderson foram alvejados em 14 de março após deixarem um evento no centro do Rio de Janeiro. A vereadora recebeu quatro tiros na cabeça. Uma assessora da parlamentar sobreviveu ao ataque e está recebendo proteção especial da Justiça.

Uma das poucas informações relativas às investigações até o momento é a de que as balas utilizadas na execução foram compradas pela Polícia Federal em 2006 e roubadas no mesmo ano.
FONTE: NOTICIAS AO MINUTO